Archive for junho, 2006

Eles querem recuperar o puto

Vale a pena visitar os sites dos jornais portugueses para conhecer como a notícia é veiculada por lá. No jornal Correio da Manhã, a manchete A estratégia para recuperar o puto, por exemplo, pode soar estranho para nós, mas a matéria conta como o jogador Cristiano Ronaldo, um garoto que é um dos destaques da seleção portuguesa, luta para se recuperar a tempo de enfrentar a seleção da Inglaterra no próximo sábado. No dicionário Houaiss de Língua Portuguesa, lemos que “puto” é um regionalismo de uso informal em Portugal e significa “menino”. Aproveite, então, para comparar como essa mesma notícia foi tratada no Jornal de Notícias e no jornal de desportos A Bola.

Diário de NotíciasE, como navegar é preciso, veja os sites de outros importantes jornais portugueses, como o Público, que na edição de hoje, 30 de junho, traz uma matéria de capa com o nosso Chico Buarque de Holanda intitulada “O novo disco do melhor dos melhores do Brasil” (pena que o acesso à matéria é restrito aos assinantes do jornal). O jornal Diário de Notícias também dá destaque de primeira página (acima) para o cantor e compositor brasileiro, com o título “Ele é Carioca”.

Leia também a entrevista que Pelé concedeu ao jornal Correio da Manhã e que está disponível para leitura no site desse diário.

Anúncios

30 junho, 2006 at 3:55 am Deixe um comentário

Animação na internet

Uma visita ao site do Anima Mundi (leia post anterior) possibilita o internauta conhecer outros sites de animação bastante interessantes. De imediato selecionei dois endereços que podem ser descobertos por quem gosta de desenhos animados. Gold Fish BluesWilliam Garratt, que concorre com duas curtíssimas animações no festival Anima Mundi Web (Campers e Swimmers) tem seus trabalhos expostos no Half Giraffe, incluindo o maluquete Gold Fish Blues (esquerda) que não é tão curto quanto a maioria das obras de Garret. Algumas delas, inclusive, são séries, como é o caso de Rubbish Athlete e a inacabada Human Flea.

Já o Bagunça Organizada, é um site meio bagunçado Ratãomesmo, administrado por Willi Lopes, criador do Ratão (figuraça do lado direito). No endereço podem ser encontradas outras aventuras desse anti-herói tanto em curtas animados como em tiras, além de histórias com outros personagens do desenhista.

Anime-se a visitar esses sites!

27 junho, 2006 at 2:49 am Deixe um comentário

Um festival muito animado

Para quem acha que desenho animado é algo sem importância, coisa de criança, pode começar a mudar de idéia. A área de animação é um novíssimo mercado de trabalho, que se expande ano a ano – inclusive no Brasil – com o aumento da demanda em áreas como publicidade, cinema e internet. E para quem quer conhecer as novas tendências da animação mundial tem que se programar para um excelente programa durante as férias: o Anima Mundi, Festival Internacional de Animação do Brasil, que neste ano chega à sua 14ª edição. Anima Mundi 2006O aguardado festival acontece no Rio de Janeiro de 14 a 23 de julho e, em seguida, vem para São Paulo, numa versão compacta, de 26 a 30 de julho, e apresenta ao público brasileiro, um grande panorama da animação internacional, além de diversas atividades paralelas.

O Amor é FilmeVisite o site do Anima Mundi clicando na imagem acima e conheça mais detalhes sobre o evento. Você ainda pode se cadastrar para votar nos trabalhos selecionados para internet (no link web do site) e para celular. Mas, mesmo não cadastrado, você pode assistir a diversas animações interessantes, entre elas Nos Bastidores da Criação, de Guto Garcia; Taxa Cretina ou Licença Perdida, de Willi Lopes; Campers, de William Garrett, e o clipe animado criado por Ivan Mola para a música O Amor é Filme (à esquerda), composta pelo excelente grupo Cordel do Fogo Encantado. 

27 junho, 2006 at 12:10 am Deixe um comentário

A última piada

Revista da WebEm setembro de 2000, a finada (ops) Revista da Web, da Editora Abril, publicou matéria com uma seleção dos 50 melhores sites de humor e piadas da internet (recomendada pela turma dos Cassetas). Na capa, a chamada “Bussunda morreu de rir” e uma imagem do humorista “morto” com um sorriso que faria o Coringa (o inimigo nº 1 do Batman) sentir-se orgulhoso. Lembro que essa capa foi muito comentada na época. Eu não comprei a revista porque achei essa imagem de muito mau gosto. A revista falava de humor e a capa tinha que ser engraçada e chamar atenção na banca. E chamava!

Lembro também que, quando essa revista estava nas bancas, fui ao velório do pai de um amigo e, na frente da capela onde velavam o corpo, havia uma banca com essa edição muito bem exposta. Provavelmente a revista vendeu muito bem porque o humor, em sua essência, não deve ter limites. Mas há uma grande discussão em torno desse tema: lembram a confusão em torno da publicação de algumas charges sobre Maomé na Europa?

De qualquer maneira a morte prematura de Bussunda comoveu os brasileiros. Barbara Gancia, colunista da Folha de S.Paulo, resumiu em sua coluna a tristeza de muitos fãs:

“Pode voltar para casa, Fátima Bernardes. Pode cancelar a festa junina, dona Marisa: a Copa da Alemanha e as eleições de outubro perderam a graça. Sem o sósia de Ronaldo e do presidente Lula, quem se anima a ir tomar umas brejas no boteco com a Juliana Paes?

Sempre que uma pessoa famosa passa desta para melhor, a gente vê seus amigos e colegas no velório dizerem para as câmeras que “foi uma perda inestimável”, que ela “vai deixar muita saudade”. Pois a morte de Bussunda, além de abrir uma cratera do tamanho da Baía da Guanabara na alma do humorismo tapuia, é um péssimo presságio para os dois maiores eventos do ano: a Copa do Mundo e as eleições presidenciais.
O flamenguista Claudio Besserman Vianna tirou seu time de campo cedo demais, longe de casa demais e justo na hora em que era um dos nomes mais comentados do país.”

(Se você é assinante da Folha ou do UOL, pode ler o texto completo da colunista clicando no texto acima)

Charges.com.brLeia as homenagens feitas ao humorista nos blogs do Juca Kfouri (procure o texto Querido Bussunda) e do Torero (Os palhaços também morrem). Veja a charge animada do site Charges.com.br clicando na figura ao lado.

Leia também algumas das matérias publicadas no site Folha Online:

Homenagem a Bussunda encurta hoje “Casseta & Planeta”

– Análise: Sem Bussunda, “Casseta” revive drama de “Os Trapalhões”

Antarctica tira Bussunda do ar e fará campanha de homenagem

Hoje a Globo irá exibir uma edição especial do Casseta e Planeta Urgente, homenageando o Bussunda. E o programa, neste mês da Copa, deve ganhar umas férias forçadas.

20 junho, 2006 at 12:54 pm Deixe um comentário

Os invasores

MLSTNunca é tarde para ler sobre os graves acontecimentos do dia 6 deste mês, quando baderneiros chamados de MLST (Movimento pela Libertação dos Sem-Terra… até no nome eles não têm uma proposta concreta) invadem a Câmara dos Deputados de maneira selvagem. Dois textos elucidativos de Arnaldo Jabor (novamente ele) dão a receita de como uma sucessão de fatos grotescos pode gerar tamanha irresponsabilidade. No dia da invasão, Jabor apontou, no Jornal da Globo, as Co-responsabilidades do ato tresloucado. Dois dias depois, no dia 8, ele detalhava ainda mais o cenário e dava a receita da bomba: "A democracia pode ser violentada por bárbaros e por engravatados". Não deixe de ler esses textos. Para isso é só clicar nos links acima. Jabor, como sempre, é preciso.

Aproveite e leia também a matéria da jornalista Andreza Matais, da Folha Online, a repercussão da OAB publicada no dia 7 pela Folha de S.Paulo e a matéria publicada no dia 8 no Valor Econômico.

19 junho, 2006 at 5:17 am Deixe um comentário

Crase exclama: “Querem acabar comigo!”

Não sabia que algo tão estapafúrdio estava, sequer, sendo imaginado. Soube disso quando li o texto Abolir a crase por lei? Só faltava!, publicado no site da Livraria Cultura, de autoria do jornalista Eduardo Martins, autor de dois livros que já indiquei aqui (clique aqui e para saber quais são). Um certo deputado federal, muito ocupado em seus afazeres, encontrou tempo para se debruçar na criação de um projeto de lei fundamental para a sociedade brasileira: a extinção da crase! Ora, como ninguém nunca pensou nisso antes?!!! Bem… talvez porque seja uma imbecilidade. Mas por que essa violência gratuita com a crase? Ignorância pura e simples. Para entender um pouco sobre esse acento leia o texto de Eduardo Martins.

Ignácio de Loyola BrandãoLeia também a crônica cheia de ironia O fim da temida crase, de Ignácio de Loyola Brandão, publicada no jornal O Estado de S.Paulo em 28 de abril, e transcrita no site da Câmara Brasileira do Livro (CBL).

12 junho, 2006 at 7:32 am Deixe um comentário

Pesadelo

PesadeloVai ser difícil agüentar os intervalos comerciais de TV neste mês de Copa do Mundo. O festival de bobagens programadas é enorme. Um dos filmes insuportáveis e mais exibidos é aquele em que o Maradona aparece cantando o Hino Brasileiro com a camisa da Seleção Brasileira e acorda exclamando "Ai, caramba! Que pessadelo! Creo que estou bebendo mucho Guaraná Antárctica". O que é isso, companheiro?!!! Foi muita coragem do pessoal da Antarctica contratar como garoto-propaganda o controvertido Maradona que, mesmo tendo sido um excelente jogador de futebol, tem sua imagem ligada a arruaças (alguém lembra da confusão que ele e seus amigos aprontaram no aeroporto, a última vez em que o ex-atleta visitou o Brasil?) e a drogas (mesmo que, aparentemente, tenha vencido essa batalha). Mas isso nem parece ser tão importante, até porque, incrivelmente, uma grande parte dos telespectadores brasileiros gostou do que parece uma "brincadeira" com os argentinos. Brincadeira mais sem graça essa… até porque quem ganhou uma bolada para fazer esse filme foi o ex-jogador. Agora imaginem uma coisa que não é impossível acontecer: se Brasil e Argentina se enfrentam neste mundial… e o time de azul vence!!! Será que esse anúncio da Antarctica vai ser veiculado no dia desse pesadelo?

Ah! E olha só que coisa interessante: durante a partida Argentina X Costa do Marfim a Globo fez uma pesquisa para descobrir qual time teria maior torcida entre os telespectadores brasileiros. O resultado mostrou que mais de 80% das pessoas que assistiram ao jogo torceram pelo time africano. Realmente, brasileiros não têm muita afinidade futebolística com argentinos…

Clique no link para assistir ao anúncio "Pesadelo", no site Portal da Propaganda.

Leia, também, a notícia que foi publicada no jornal argentino Clarín quando foi divulgado ao mercado que o filme estava sendo produzido. Parece que os argentinos detestaram essa propaganda. Maradona, certamente, gostou muito.

11 junho, 2006 at 8:16 pm Deixe um comentário

Posts antigos


Tópicos recentes

Feeds