Archive for agosto, 2006

“O que me mete medo é a impunidade”

O autor da frase acima é o jornalista Walter de Mattos Jr., editor do jornal Lance!, que foi condenado a pagar uma indenização a Ricardo Teixeira, presidente da CBF, pelo texto Da CPI do futebol à CPI do Mensalão, de sua autoria, publicado em O Globo, no dia 31 de julho de 2005. No artigo ele afirma que “depois de tomarmos consciência do intolerável, o que não pode acontecer é nada ser feito. Aí, o efeito mais nefasto será aumentar, em vez de reduzir, a tolerância da sociedade para com a corrupção.” Esse é o tom do texto. Apenas isso: a revolta que qualquer cidadão sente ao ver, no Brasil, tanta malversação do bem público; de tomar conhecimento dos mais deslavados, insidiosos e cínicos atos de aliciamentos e sem-vergonhices.

Juca Kfoury - Foto: Johnny/Caros AmigosIndignado com a condenação de seu colega de profissão, o brilhante jornalista Juca Kfouri, incansável na luta pelo restabelecimento da ética no País, publicou em sua coluna na Folha de S. Paulo, no dia 14 de agosto, um texto arrebatador em defesa da justiça e da liberdade de imprensa. Ele começa com uma citação precisa do jurista uruguaio Eduardo Couture (e não de Franco Montoro, como ele mesmo corrigiu em seu blog): “Teu dever é lutar pelo direito. Mas no dia em que encontrares o direito em conflito com a justiça, luta pela justiça.” É muito importante (e educativo) ler os dois textos.

Então, para saber mais sobre a condenação do jornalista, leia o artigo Da CPI do futebol à CPI do Mensalão, que motivou a ação penal e está transcrito no Deu no Jornal, do site Transparência Brasil.

Leia depois o texto Entre o Direito e a Justiça (se você é assinante da Folha ou do UOL, clique aqui) que foi transcrito no Blog do Juca e no site da ABI (Associação Brasileira de Imprensa).

Você também pode ler os dois textos numa mesma página, no site do Observatório da Imprensa.

Juca Kfouri foi entrevistado para a edição 111, de junho deste ano, da revista Caros Amigos. Clique na foto acima para ir à página e ouvir trechos da entrevista.

E, para aproveitar ainda mais sua viagem virtual à página do Blog do Juca, leia o texto Não vote em mensaleiro postado no dia 19 de agosto. É que os partidos PT e PCdoB, que se diziam “democráticos”, queriam tirar do ar a campanha “Não vote em mensaleiro”, do site Transparência Brasil.

28 agosto, 2006 at 1:56 am 1 comentário

Pra não dizer que não falei de pedras

Interessante o texto A angústia de quem se forma, de Ana Beatriz, publicado hoje no site Comunique-se. Ela é jornalista formada pela Florida International University (FIU), de Miami e trabalha no Sun Sentinel, jornal do sul da Flórida. Não deixe de ler também os comentários postados pelos internautas. É estimulante!

25 agosto, 2006 at 12:20 am Deixe um comentário

Os órfãos da revolução

1930 - Os Órfãos da RevoluçãoCerto dia estava na sala da presidência, na ABI, quando o jornalista Domingos Meirelles me chamou: “Ô, Ucha, dá uma olhadinha aqui nestas provas para ver o que você acha”. Foi aí que vi, pela primeira vez, as provas do que viria a ser o livro 1930 – Os Órfãos da  Revolução, lançado pela Record. Domingos queria minha opinião a respeito de alguns detalhes gráficos. Fiquei impressionado com a sua empolgação em me mostrar aquelas páginas que seriam impressas. E não era sem razão; depois de anos de pesquisas, a continuação de As Noites das Grandes Fogueiras finalmente estava prestes (ops) a chegar nas mãos dos leitores. Não é à toa que, no início de agosto, essa excepcional reportagem histórica recebeu o Prêmio Jabuti de Melhor Livro de Ciências Humanas. O Jabuti foi instituído pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) em 1957 (ou seja, há quase 50 anos) e é a mais importante premiação do setor no Brasil.

Para ler a notícia desse prêmio, publicada no site da ABI, clique aqui. Para comprar os livros (ou saber quanto custa), clique aqui ou aqui.

Em 1930 – Os Órfãos da Revolução, Domingos apresenta um trabalho minucioso sobre os acontecimentos que culminaram na Revolução de 1930. E em As Noites das Grandes Fogueiras, seu livro anterior, ele reconstitui a épica história da Coluna Prestes.

Para saber mais, leia a matéria Uma volta a 1930, de Graziela Salomão, publicada no site da revista Época e também Golpe Militar e o pacto das elites, de Adelto Gonçalves, publicado no Armazém Literário, do site Observatório da Imprensa.

23 agosto, 2006 at 1:23 am Deixe um comentário

A arte da tipografia

TypographicComo vimos na aula passada, a escolha do tipo para compor um texto em uma publicação é uma arte que faz toda a diferença para atrair o leitor. Para conhecer um pouco mais sobre tipografia e sua história visite o site Typographic (em inglês), que é bem interativo e você pode conhecer um pouco sobre os desenhistas de fontes, as famílias mais importantes e uma linha do tempo interessante. Como curiosidade, visite também o site Blambot, especializado em fontes bem diferentes e o Pizzadude, com outras fontes e imagens bem divertidas. Aproveite para visitar a área de links desses sites e descubra outras curiosidades bem interessantes.

14 agosto, 2006 at 10:32 am Deixe um comentário

Bonecos com anima

Dodoro - Fotógrafo: Takaharu KarakiComeça hoje e vai até domingo um espetacular evento que reúne grandes manipuladores de bonecos do mundo. Grupos de Teatro de Bonecos do Brasil, Estados Unidos, Espanha, Japão, França e Rússia se apresentam de graça no Sesi Bonecos do Mundo. São tantos destaques que nem tenho como falar de todos aqui, mas destaco a apresentação do grupo Dondoro, criado pelo mestre manipulador Hoichi Okamoto, do Japão, que utiliza bonecos de tamanho natural e máscaras em espetáculos densos além do americano Philip Huber, um dos grandes nomes da difícil arte da marionete de fio.Hoje, amanhã e quinta-feira, acontecem duas apresentações por dia no Teatro Popular do Sesi. No sábado e domingo, o evento acontence na Praça da Paz, no Parque Ibirapuera, com diversas apresentações e atividades a partir das 15h30.
Veja a programação do evento aqui.
Leia mais informações clicando aqui.

8 agosto, 2006 at 3:11 pm Deixe um comentário

O homem que podia voar

Santos Dumont e seu avião: o 14-BisSantos Dumont foi um dos maiores brasileiros da história e o primeiro homem do mundo a construir, pilotar um avião levantando vôo usando apenas os recursos que o aparelho proporcionava. Rico, nunca teve problemas financeiros, viveu grande parte de sua vida na França onde perseguiu o seu maior sonho: o de fazer o homem voar em um aparelho mais pesado que o ar. E esse feito ele conseguiu realizar com seu 14-Bis, em 1906. No próximo dia 23 de outubro o Brasil e o mundo comemoram um século desta memorável data. E para comemorá-la, vários eventos estão sendo realizados. Para saber mais sobre Santos Dumont e o vôo centenário do 14-Bis, clique aqui. Para ver mais fotos do 14-Bis, clique na foto.

7 agosto, 2006 at 7:44 pm Deixe um comentário


Principais mensagens

Tópicos recentes

Feeds