Mudanças aterradoras

3 março, 2007 at 6:00 pm Deixe um comentário

Poluição industrial
O clima do mundo está mudando de maneira assustadora por causa da ação destrutiva do homem e o impacto sobre a natureza é mais perigoso do que se imaginava, segundo um novo relatório, produzido por um grupo composto por centenas de cientistas, que será apresentado pela ONU em abril. Ainda na forma de um esboço, essa segunda parte do relatório ambiental foi obtido e publicado com exclusividade pela Spiegel Online (site da revista alemã Der Spiegel).

Clique para ir ao siteSe você é assinante do UOL, pode ler a notícia completa aqui. Como o assunto é muito importante, reproduzo a seguir um resumo da matéria escrita pelo jornalista Volker Mrasek. Aproveite para visitar o site Amazônia Para Sempre e assine o manifesto que será entregue às “autoridades” “competentes” do Brasil. Clique aqui para ler outro texto sobre a Amazônia.

______
Segundo o Painel Intergovernamental para Mudança Climática da ONU
, o aquecimento global já está promovendo uma mudança climática com efeito profundo em todos os continentes e em muitos dos ecossistemas da Terra. O esboço apresenta uma longa lista de evidências:

Pinguins na Baá do Almirantado proximo à Estação do Brasil na Antártida Comandante Ferraz Arquivo-ABr– Lagos glaciais estão aumentando tanto em tamanho quanto em número, levando potencialmente a cheias mortais.
– O gelo permanente nas regiões montanhosas e em altas latitudes está esquentando, aumentando o risco de deslizamentos de terra.
– À medida que a temperatura de rios e lagos aumenta, sua estratificação térmica e qualidade da água estão mudando.
– As correntes dos rios, afetadas pelo derretimento do gelo e geleiras, estão acelerando durante a primavera.
– A primavera está começando mais cedo, fazendo as plantas vicejarem mais cedo e mudando a migração das aves.
– Muitas plantas e animais estão expandindo seus hábitats para regiões montanhosas e latitudes mais altas que estão se tornando mais amenas.

Segundo o Ipcc, os pesquisadores encontraram evidência de mudanças ambientais devido ao efeito estufa causado pela humanidade em 90% dos casos estudados. Eles também prevêem como as regiões habitadas e os ecossistemas se desenvolverão no futuro à medida que o mundo se tornar mais quente:

– Cerca de 20% a 30% de todas as espécies enfrentarão um “alto risco de extinção” caso a temperatura média global aumente mais 1,5 a 2,5 graus Celsius em relação aos níveis de 1990. Isto poderá acontecer até 2050, alerta o relatório.
– Os recifes de corais “provavelmente sofrerão fortes declínios”.
– Os mangues salgados e florestas pantaneiras poderão desaparecer com o aumento do nível dos mares.
– As florestas tropicais serão substituídas por savanas nas regiões onde houver redução dos lençóis freáticos.
– Aves migratórias e mamíferos sofrerão à medida que mudarem as zonas de vegetação no Ártico.

O IPCC acredita que estas serão as regiões do mundo que sofrerão mais com a mudança climática:

– O Ártico, devido ao maior aquecimento relativo.
– As pequenas ilhas Estados no Pacífico com o aumento do nível dos mares.
– A zona ao sul do Saara da África devido à seca.
– Deltas de rios densamente povoados na Ásia por causa de cheias.

Esta lista por si só deixa absolutamente claro que a humanidade não escapará ilesa destas mudanças. Mortes provocadas pelo calor, cheias, secas, tempestades

Várias centenas de milhões de pessoas em regiões costeiras densamente povoadas – particularmente deltas de rios na Ásia – estão ameaçadas pelo aumento do nível dos mares e pelo crescente risco de cheias. Mais de um sexto da população do mundo vive em áreas afetadas por fontes de águas de geleiras e cobertura de neve que “muito provavelmente” desaparecerão, segundo o relatório. O aquecimento global terá efeitos negativos tanto para os seres humanos quanto para o meio ambiente de grande parte do planeta. A América do Norte será atingida por muitos incêndios florestais e ondas de calor nas grandes cidades.

O relatório também lista conseqüências positivas específicas devido ao aquecimento global – mas elas devem ser passageiras. Esses aspectos positivos – como melhores produções agrícolas e de florestamento no norte da Europa – serão mais que superados pelas ameaças representadas pela elevação das temperaturas e os perigos que a acompanham.

As condições para a agricultura provavelmente melhorarão em latitudes mais altas, levando a uma maior produção global geral. Mas em vários países em desenvolvimento provavelmente serão atingidos por períodos maiores de seca – ameaçando suas populações com a fome.

O aumento das concentrações de dióxido de carbono na atmosfera da Terra inicialmente ajudará o mundo vegetal. O crescimento da vegetação será mais forte e o planeta se tornará mais verde. A absorção de CO2 pela vida vegetal até certo ponto trabalhará contra a mudança climática, mas não para sempre. “Na segunda metade do século, os ecossistemas terrestres se tornarão uma fonte de carbono que então acelerará a mudança climática”, alerta o relatório do IPCC.

A capacidade dos oceanos do mundo de absorver CO2 também deverá estar esgotada até o final do século 21. Àquela altura eles poderão começar a liberar gases responsáveis pelo efeito estufa em vez de absorvê-los.

Apesar de que os habitantes dos países mais pobres, em desenvolvimento, provavelmente serão aqueles que sofrerão mais com a mudança climática, o relatório deixa claro que os países industrializados mais ricos, como os Estados Unidos, também correm risco. A América do Norte, alerta o relatório, não está preparada para “os crescentes riscos e perdas econômicas causadas pela elevação dos mares, tempestades e cheias”. O relatório do IPCC também detalha explicitamente a ameaça representada pelas tempestades tropicais. A mudança climática deverá aumentar o número de furacões fortes,  em regiões como Nova Orleans e o restante do Golfo do México.

A humanidade não terá escolha a não ser se adaptar às mudanças climáticas.

Anúncios

Entry filed under: Ecologia.

Infiltrados no Oscar Me visitem na cadeia novamente

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Principais mensagens

Tópicos recentes

Feeds


%d blogueiros gostam disto: